Tag

escalada artificial

ChimaRocks

Existem diversos tipos de escalada e para esclarecer a diferença entre elas, detalhamos nesta matéria um pouco dos principais tipos de escalada.

As pessoas que estão iniciando nas práticas de escalada, podem fazer confusões sobre os tipos de escalada, montanhismo e até mesmo rapel e até alguns escaladores, ou montanhistas, podem ter alguma dificuldade em entender os diferentes tipos de escalada e suas termologias, incluindo, equipamentos, métodos e mais linguagem relacionada.

Tendo em vista esta confusão, montamos aqui uma simples listagem para você conhecer um pouco sobre o assunto e poder compartilhar com quem ainda tem dúvidas.

Escalada indoor
Escalada indoor

Escalada Esportiva

A escalada esportiva é o tipo de escalada de parede onde a pessoa segue por uma linha que já teve sua via equipada com grampos, pinos ou chapas, parafusadas tanto no ginásio como na rocha, no ato de subir o escalador protege-se utilizando seus equipamentos nestas proteções previamente instaladas.

O ginásio de escalada é um ótimo local para treinar a escalada esportiva antes de se jogar em aventuras na rocha.

São vias relativamente seguras, permitindo que o escalador visualize a via com mais facilidade, imponha uma rotina de treinos, com objetivo de escalar até o topo sem quedas e com a perfeição de movimentos.

Escalada Tradicional

Foto: Joshua Nerz

A escalada tradicional, também chamada de “Trad”, é o tipo de escalada clássico, utilizando o mais próximo dos formatos e estilos que eram utilizados até meados da década de 80, quando deu espaço para mais um formato, a escalada esportiva, mencionada anteriormente.

Na escalada tradicional, os escaladores sobem a rocha colocando suas próprias proteções, estas proteções são colocadas no ato da subida. Estas proteções são equipamentos móveis e temporários e são retirados após a subida do segundo escalador, ao contrário da escalada esportiva, que utiliza-se de proteções fixas da parede. Neste caso, ao retirar todas as proteções móveis, a rocha volta a estar no seu estado natural.

Escalada Livre

Uma confusão acontece com o termo Escalada Livre, pois este termo nada tem a ver com as proteções utilizadas na parede, é apenas o ato de escalar utilizando os pés e as mãos para progredir em contato com a parede e confiar no seu próprio corpo, os tipos de escalada mencionados anteriormente (esportivo e tradicional) são escaladas em livre, que exigem, conforme o grau de dificuldade, algum conhecimento técnico, equilíbrio, força e um bom trabalho de concentração.

Muitas pessoas confundem escalada livre com Free Solo, se você continuar lendo este artigo você irá entender a diferença. De qualquer forma, a maioria esmagadora de escaladores está bem, com a escalada livre, utilizando de suas proteções e uma corda para segurança.

Boulder

A prática de Boulder é uma escalada mais simples que pode ser praticada tanto na rocha, ao ar livre, como na parede do ginásio.

Porém o termo simples, mencionado aqui, é no sentido dos equipamentos, pois o escalador irá utilizar apenas suas sapatilhas, o pó de magnésio e um crash pad (uma espécie de colchão que irá amortecer pequenas quedas), ou seja, no boulder não se faz necessário a utilização de corda, desta maneira as quedas são diretamente ao chão.

Boulder
Boulder

Desta forma as linhas de boulder são na sua grande maioria bem curtas e com movimentos mais densos e explosivos para se chegar ao topo da rocha ou da parede do ginásio.

Diferente das outras modalidades citadas anteriormente, onde o escalador necessita de um parceiro para dar a segurança, no boulder você pode escalar sozinho.

Muitos escaladores treinam o boulder para ganhar técnicas, força e movimentação do corpo, antes de migrar para outras modalidades, ou intercalando com elas, geralmente esse treino acontece em ginásios de escalada.

Top-rope

Top-rope basicamente é quando a corda vem de cima. Quando a corda já está previamente colocada em cima, um dos escaladores prende-se em uma das extremidades para escalar, quanto o outro prende-se na outra extremidade para fazer a segurança e o contra-peso, sem deixar folga de corda para minimizar ao máximo uma queda.

Como o escalador irá cair uma distancia muito curta, no top-rope ele poderá treinar vias mais difíceis com movimentos mais arriscados para o seu nível.

O top-rope pode ser praticado tanto na rocha como no ginásio, porém é muito comum nos ginásios pois é muito útil para iniciantes, mas também para aulas intermediárias ou ainda treinos específicos para escaladores avançados.

Escalada artificial em rocha

A escalada artificial em rocha e o termo utilizado em oposição a escalada livre, ou seja, para progredir em uma rocha, você não depende apenas das mãos e pés na parede, mas também precisa de equipamentos específicos e adequados para uma subida trabalhosa e complicada.

Como a utilização de equipamentos adequados se fazem necessário, em alguns casos escaladores se colocam a frente de paredes lisas, desta forma, utilizando muitas vezes seus equipamentos como “agarra”, já que neste caso a parede pode não conter uma agarra propriamente dita.

Ascensão com auxilio de equipamentos

Alguns escaladores utilizam dessa modalidade para abrir novas vias de baixo para cima, utilizando de Cliff, Pitons, Estribos, por exemplo.

Free solo

A escalada chamada de Free Solo é fácil de entender, (pelo menos como ela é feita), pois é apenas o escalador com sua sapatilha, magnésio e a rocha, nada de cordas ou outros equipamentos de proteção.

Neste caso o escalador pode subir paredes com muitos metros de altura, confiando apenas na sua força corporal, mental e logicamente, técnica e equilíbrio também o fazem se manter na parede, evitando uma possível queda, que neste caso pode ser falta.

Um exemplo desta modalidade e que ganhou fama, foi o documentário Free Solo, com o escalador Alex Honald, ganhador do Oscar de melhor documentário em 2019.

Free Solo – Trailer

Escalada Olímpica

Nas olimpíadas, a escalada esta dividida em três formatos, o objetivo aqui é mostrar as modalidades e não detalhar os critérios e regras em que os atletas são avaliados:

Escalada de Velocidade

A escalada de velocidade é basicamente, ganha quem chegar mais rápido até o final, são dois competidores por vez, escalando a mesma linha e ao mesmo tempo. Esta linha é exatamente o mesmo percurso em todos os campeonatos homologados.

Escalada de Dificuldade

2014 / CIO / RUTAR, UBALD – Olympic.org

Nas olimpíadas a escalada de dificuldade (Lead), são vias esportivas e com um alto grau de dificuldade, sempre com um percurso diferente a ser desvendado e vencido.

No Lead ou, em português, dificuldade, tem-se um via de alta dificuldade (em cada campeonato, e em cada fase do campeonato, é uma via diferente), em um muro de escalada alto, e ganha quem chegar mais longe. O tempo, neste caso, só conta como último critério de desempate.

Boulder

Exatamente como foi detalhado em alguns tópicos acima, porém nas olimpíadas o boulder não é feito em rocha e neste caso ele possui um determinado tempo para completar o trajeto.

Tópicos bônus

Rapel

Para pessoas totalmente leigas no assunto, é comum que elas se deparem com um escalador na rocha e grite “Olha lá uma pessoa fazendo rapel”, porém, o fato é que rapel nada mais é que apenas descer de uma parede utilizando a corda. Existem praticantes exclusivos de rapel, como existem escaladas que se fazem obrigatório a prática do rapel para descer após alcançar o topo da via.

Montanhismo

O tópico sobre montanhismo renderia uma matéria inteira, porém resumindo aqui neste tópico bônus, montanhismo é um esporte, profissão ou hobby de subir ou praticar atividades conectadas as montanhas, assim como a escalada.

Montanhismo é também confundido como alpinismo, termo utilizado para os Alpes, em particular para a Europa.

Montanhismo

Qual destes tipos de escalada você se identifica mais? Já escolheu um para se dedicar nos treinos? Conhece alguma outra modalidade ou ainda tem dúvidas com alguma outra nomenclatura? Deixe um comentário ou mande-nos uma sugestão!